via

Sei que pode parecer loucura ou egoísmo… Ou como se estivesse vivendo no passado, algo assim. Mas você era o amor da minha vida. Não sei… Achei que eu fosse o seu também.

Gossip Girl.
via source

Minha maneira de me desapegar dele foi tirá-lo da minha mente, cada palavra que ele já me disse, seu rosto; tudo que eu podia apagar, apaguei.

Entre o agora e o sempre.

E ela, então, chorou alto, convulsamente, sob muitos tormentos reunidos e confusos, e as pessoas se desfizeram diante dela, como estátuas de cinza, e a casa ficou vazia, sem mais braços, sem mais rostos, sem mais vozes certas. Sozinha ela existia entre as coisas imóveis, que talvez lhe falassem, se pudessem, e a abraçassem, se não estivessem presas na sua forma. Sozinha ela existia - com as cadeiras, os espelhos, as paredes, as nuvens, o sol…
Era assim.

Cecília Meireles 
via source
via source
via source
371 reproduções
via source

– Bom, eu também mudei. Você precisa saber, eu não sou mais aquela garota sonhadora de dezoito que acreditava no verdadeiro amor.
– Sei que você está se defendendo e tudo, mas não vejo como isso que você acabou de argumentar possa ser uma coisa boa.
– Eu sou mais segura.
– Mais rígida, você quer dizer.
– Mais sóbria e realista.
– Menos meiga e delicada, eu diria.
– Mais racional.
– Menos entusiasmada.
– Menos lamentosa.
– Estóica.

Gabito Nunes
via source

É que as vezes sou sombria demais e, talvez, a minha escuridão o assuste.

via source